sábado, 25 de dezembro de 2010

Natal...

Família, muita comida e muito riso...
Tudo o que realmente importa!!!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

"There is nothing to writing. All you do is sit down at a typewriter and bleed" - Ernest Hemingway

Tenho tentado escrever...
Tenho tentado ganhar o Meu espaço, o que só a mim diz respeito...
Mas dps de alguém ter feito tanto parte dele, torna-se difícil tê-lo somente para mim, novamente.
Quero-o de novo...ao Meu espaço, não a quem fez dele tanta parte...
Quero ser Eu de novo, em nova versão...um upgrade da minha vida!!!
Venha 2011, por favor!!!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

"I am giving up on making passes and I am giving up on half empty glassess and I am giving up on greener grasses. I am giving up"!!!


Tudo tem hora determinada para terminar, tudo acaba, tudo se extingue...
Ainda não acabou, mas está mais perto, tem que estar.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Parece que estou de volta...

terça-feira, 27 de julho de 2010

Luta intensiva...


Espero que percebas...

"Vida loca"...


Gangsters nas ruas a matar inocentes,
Crianças, brincando, pedindo, clementes,
Drogas, destruindo, matando inocentes,
Tudo injustiças de mundos impotentes.

Nada disto é mais que o meu mundo...

"As vidas dos outros nunca me soam mal"...

Pára de fazer dos outros a tua vida.

Sinto que a tua não chega para alcançar os teus objectivos...
Eu preciso de ti...COMIGO!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

A linha é muito ténue...

Não tomar uma decisão é tomar uma decisão?


Vivo encarcerada num mundo de decisões...
"Toma uma decisão, faz alguma coisa!".
Às vezes acho que, realmente, eu deveria fazer algo, tomar uma decisão, mas, pela primeira vez na vida, o meu coração diz o contrário.
Não sei como reagir. Foste capaz de me "fazer" abdicar de coisas que nunca julguei possíveis.
Não sei porque disso és capaz, mas o certo é que és.
"Dona de causas impossíveis", diz o meu signo. Será???
Equiparar-te-ás á fome no Mundo???
É verdade: tenho uma imensidão de pormenores negativos a apontar à tua pessoa.
Nunca tenho razão...Nunca me é dado o benefício.
Não consegues ser "coitadinho" por mais de dois dias..
Deverias...Deverias correr atrás antes de tudo correr, eventualmente, mal...
Deverias saber que me magoas e manter essa consciência, porque se me magoas hoje também magoas amanhã e depois, e depois, e depois...
Tudo para ti pode ser sentido com o máximo de sofrimento, eu não posso fazer isso: tu não deixas!
Ao não me deixares sofrer e por não sentir que, realmente, te sentes magoado por me magoares,advém a minha incapacidade de superar as mágoas...
Queria sentir que me magoaste para perceber que te amo acima dessas inconsequências, agora mal resolvidas.
O teu ego prevalece acima do meu, só queres estar bem, independentemente do mau estar da pessoa que está ao teu lado, por piores que sejam os teus actos.
Estou magoada, mas AMO-TE!
Amo-te porquê? Isso é assunto para outro texto.
Sinto-me lixo! Sinto que eu vivo contigo e para ti (e isso faz-me sentir bem), mas não te sinto estável comigo...
Tenho medo de ti, das tuas inseguranças, dos teus próprios medos.
Far-te-ia o melhor dos bens se desaparece da tua vida. Só existo para que causar ainda mais problemas. A minha existência na tua vida dá-te, somente, alguns momentos de prazer, nada mais.
Porque a forma como eu giro a "nossa" vida é questionável, porque eu não tomo decisões, porque eu desabafo os "nossos" problemas e nunca consigo ter razão...
Tenho milhentas razões para citar que comprovam o quanto te amo, mas não é isso que está em questão.
Como queres que a minha postura seja de "construção", quando sinto tudo à nossa volta a destruir?
Quando a minha postura de 6anos da minha vida me são apontados à cara como errados?
Se pudesse voltar atrás certamente agiria exactamente da mesma forma...e isso revolta-me.
Porque não te é satisfatório o suficiente me teres?
Porque não perdes parte do tempo que passas a dar-te razão, a tentar perceber-me?
Se 6anos foram o paraíso, se me pões num altar, porque é que o meu sofrimento não te diz nada?
Não é que te seja indiferente, eu sei que não o é, mas eu também tenho razão, sabes?
Deixa-me ter razão...Eu mereço isso...
Só assim é que posso provar, ao meu cérebro, que não sou fraca de espírito e que o que sinto por ti é tão verdadeiro como eu o sinto!!!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

É karma???????????


Espeta-me alfinetes nos olhos,
Dá-me com um taco nos joelhos,
Corta-me os dedos, um a um, com uma faca de serralhas,
Passa-me com um ralador na cara, com toda a tua força,
Perfura o meu umbigo com seringas
E deixa-me a esvair em sangue...
Doía menos...!!!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Não é fácil, mas vai passar...


Raivas incontroladas que nos ultrapassam,
Pensamentos concretos que se apoderam de nós e consomem cada bocadinho de racionalidade restante,
Momentos descontrolados que coordenam tons de voz e pensamento,
Ciúmes obsessivos, doentios que moldam o nosso discernimento,
Perdas de razão que só existem porque nos encontramos em busca da mais justa das razões,
Sinceridades que magoam mas, mais que necessárias, são vitais,
Sentimentos que perduram no nosso interior e que, até agora, nada nem ninguém foi capaz de alterar,
Promessas que exigem ser cumpridas para que toda uma vida faça sentido,
Conversas reais e correspondidas que são eternas,
Uma paixão arrebatadora que renasce das cinzas,
Um AMO-TE que sempre foi dito e que agora perdura!!!

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Ser Portuguesa é o mesmo que ser Benfiquista...


Peço desculpa a todos os anti-benfiquistas, mas não pensem que isto é dito em tom de elogio...Antes fosse, mas não, não é!
É o mesmo porque acreditamos até ao fim, desfalecemos de energias a apoiar tal grupo de jogadores e eles, pura e simplesmente, perdem o jogo!!!
Uma primeira parte esplêndida que nos fez acreditar ser possível ganhar a tal odioso adversário...
Meninos, não façam promessas que não podem cumprir...
Até porque isso se vem a cumprir em toda uma segunda parte de jogo!
Hugo Almeida substituído...mas porquê???
Mas o mister é que sabe...Mas, afinal, não sabia assim tanto...!!!
Golo da Espanha, completo descontrolo português e estabilidade e liderança, nem vê-la!!!
Todos nós dizíamos: "Já fomos", "Faltam 10minutos e desta maneira não vamos a lado nenhum", "Nem sei porque é que ainda me estou a enervar a ver os últimos minutos de jogo...para nada!", mas, no fundo no fundo, na nossa mais genuína fé portuguesa, acreditámos que íamos conseguir empatar até ao segundo em que o árbitro pôs o apito à boca...!!!
Para infelicidade plena de 10 milhões de habitantes, não conseguimos...Com Liedson ou sem Liedson, com Cristiano ou sem Cristiano, com Deco ou sem Deco, não conseguimos!!!
A culpa não é de ninguém...é de todos!!!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

domingo, 13 de junho de 2010

Acredito em ti...


Será correcto ou não... Não sei...
Mas que acredito, acredito...
Quero-te comigo para o resto da minha vida!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

O Inferno...É o que te espera!!!


"You hit me once
I hit you back
You gave a kick
I gave a slap
You smashed a plate over my head
Then I set fire to our bed

You hit me once
I hit you back
You gave a kick
I gave a slap
You smashed a plate over my head
Then I set fire to our bed

My black eye casts no shadow
Your red eye sees nothing
Your slaps don't stick
Your kicks don't hit
So we remain the same
love sticks
sweat drips
break the lock if it don't fit

A kick in the teeth is good for some
A kiss with a fist is better than none

A kiss with a fist is better than none

I broke your jaw once before
I spilled your blood upon the floor
You broke my leg in return
so let's sit back and watch the bed burn
love sticks
sweat drips
break the lock if it don't fit

A kick in the teeth is good for some
A kiss with a fist is better than none

A kiss with a fist is better than none

You hit me once
I hit you back
You gave a kick
I gave a slap
You smashed a plate over my head
Then I set fire to our bed

You hit me once
I hit you back
You gave a kick
I gave a slap
You smashed a plate over my head
Then I set fire to our bed"

Florence and The Machine, Kiss with a fist

Meu Blog, Desculpa por te esquecer...


Mas disseram na minha cara que queriam casar comigo e não tenho provas disso...
Isto passou-se há duas semanas e continuo sem ter como acreditar em tal coisa. O melhor será mesmo não acreditar e seguir toda uma vida que se impôs antes de tal proposta.
Será o que Fabiana tem de melhor a fazer agora?
Ter todo um desmérito pelo que foi dito e assumido?
Possivelmente, sim!
Quando toda uma comunicação é desconexa aquando de um assumir de liberdade, o melhor que Fabiana tem a cumprir é desconexar-se de toda uma liberdade assumida!
E é isso que Fabiana vai fazer...
Para Fabiana ninguém é culpado até prova em contrário, mas quando não se prova inocência quando é pedido que o façam, Culpado és!!!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Eu fui!


Aproveitei a boleia (gratuita) da visita de estudo de T.A.P. para Lisboa e aí fui eu ver o que queria ver!Abençoado pai que me arranjaste um bilhete!!!!!!!
5 horas de viagem que valeram bem a pena, uma hora de almoço debaixo de um sol agoniante, uma mini, mochila às costas. Destino: Parque da Bela Vista!
Mas antes, uma pequena visita ao Bairro Alto, só porque sim!
E o que encontramos em pleno Bairro Alto? Uma adega com um aspecto maravilhoso! Claaaro está que tínhamos que entrar!
O dono super-simpático aconselha um belo vinho branco, fresquinho, com "alguma textura" - palavras do dono, que significam o mesmo que "tem 13graus"!!!
Encontrámos um jardim, dois brasileiros de guitarra em punho e "vozes ao alto" e um banquinho à sombra meeesmo ao lado deles...Lá fomos nós!!!
Os minutos que se seguiram foram lindos, não cantássemos nós bem e eles também (não muito bem, mas também não eram maus de todo!!!)!
Começámos a descer para apanhar o metro, mas antes mais uma garrafinha daquele vinho maravilhoso!!!
A viagem de metro foi, no mínimo, hilariante: duas bêbadas insuportáveis, que não paravam de rir e falar e com a plena noção de que era exatamente isso que passava na cabeça da maior parte das pessoas que nos rodeavam...Tirando o menino à nossa frente e o senhor do outro lado à direita!!!
Parque da Bela Vista e povo e mais povo para entrar!
Mostrasse o bilhete três vezes antes de chegar à porta, abres a mala, e só à quarta é que te verificam verdadeiramente o bilhete!UFA!!!ENTRÁMOS!!!
Só merdas e mais merdas, filas intermináveis para teres coisas à borla, barraquinhas de tudo e mais alguma coisa!!!
Não, não quero nada disto!Mas preservativos até dá jeito!!!PEEP SHOW, here we go!!!
Uma mijadela aqui, mais uma grande cerveja ali, e Mariza já deu e nem demos por ela!!!UPS!!!
E já que aqui estamos mesmo ao lado, porque não? Roda Gigaaante!!!
NUNCA VI TANTA GENTE JUNTA EM TODA A MINHA VIDA!!!
Senti-me saída da terrinha mais do Interior possível, porque estava completamente boquiaberta com a multidão que assistia a Ivete Sangalo!!! A qual também só vimos ao longe, diga-se!!!
Chega a fatídica hora: É JOHN MAYER, minha gente!!!
Foi lindo, emocionante, verdadeiro...e curto!!!
Puta que Pariu a Shakira, pah!!!
Mas, foi muito bom enquanto durou!!!
Não, não ficámos a ver Shakira!
Mais uma cerveja, um bocadinho de Tenda Electrónica, mais uma cerveja, mais um bocadinho de Tenda Electrónica e...Bye Bye, Rock in Rio!!!
As duas horas seguintes foram tremendas:ora tinha receio por não saber onde estava e para onde ia, ora estava em êxtase exactamente pela mesma razão!Mas prevaleceu o êxtase!!!
Apanhar metros, autocarros,andar por ruas esquisitas, dormir em puffs em casa estranha, tudo isto na maior cidade do nosso país e completamente desconhecida, foi fantástico!!!
Agora, é esperar por John Mayer no Pavilhão Atlântico!!!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Covardia...

"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade."

Carlos Drummond de Andrade


É tão fácil falar quando se está bêbado e tão difícil encarar o que se disse no dia seguinte.
Covardia.
É tão fácil escondermo-nos atrás do que nos é seguro e tão difícil correr riscos.
Covardia.
É tão fácil querer agradar aos outros e tão difícil sermos fiéis a nos mesmos.
Covardia.
É tão fácil perceber os outros e tão difícil percebermo-nos a nós mesmos.
Covardia.
É tão fácil percebermo-nos e tão difícil perceber os outros.
Covardia.
Por isso:
Digamos o que pensamos e queremos, quando estivermos bêbados e quando não estivermos.
Não nos escondamos atrás do que é seguro e arrisquemos.
Que goste de nós quem quiser gostar, desde que sejamos fiéis a nós mesmos.
Percebamo-nos a nós e percebamos os outros.
Sem covardia!!!

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Falta tão pouco...


Eu, Fabiana Miguel Silva, determino o meu futuro...
Hoje, amanhã e no próximo mês!
Quero fazer tudo e nada...
Quero ter o Mundo nas mãos e correr com ele...
Está na hora. Hoje, mais do que nunca!
Ready, Set, Go!!!
Leva tudo o que poderes contigo e deixa para trás o que não podes!
A tua bagagem está com excesso de peso, tens que decidir o que vais deixar...
Deixo algo importante, mas que me deixa com margem para, entretanto, levar muito mais coisas!
Assim é!!!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Agora sim...

Sóbria, consciente das minhas decisões, mantenho tudo o que foi "dito" ontem!
Ainda bem que uma bebedeira não é razão para dizer aquilo que não quero ou para pensar de forma diferente...

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Quero-te bloquear e não sei como...

..."We'll never the 'in between'
So give it up

Anything other than yes is no
Anything other than stay is go
Anything less than I love you is lie"

E eu minto com todas as palavras que cabem na minha boca...

Puta que pariu...MORRI...


São precisas forças para viver...
NÃO TE QUERO MAIS...
Quero viver sem depender de TI...
NÃO TE QUERO MAIS...
Sou capaz, sou maior do que tudo a que a TI diz respeito...
NÃO TE QUERO MAIS...
Eu sei que sou capaz, TU sabes que EU sou...
NÃO TE QUERO MAIS...
NEM AGORA, NEM NUNCA...NUNCA MAIS!!!
Existe uma forma catársica de mandar tudo fod** e esta é a melhor forma...
Ainda bem que este espaço é MEU e só MEU...
Quando quero dizer que ÉS UMA MERDA, posso dizer e ninguém tem NADA a ver com isso...
Posso dizer que estiveste COMIGO quando "namoravas" e nada nem NINGUÉM me pode impedir...
Podes ficar fodido comigo que me passa "ao lado"...
Agora sou EU, EU, e só EU!!!
Vou voar alto, não por ti, mas por MIM!!!
A nossa história foi LINDA, mas, infelizmente, teve um PONTO FINAL.

Nunca mais...


Venha Rock in Rio...John Mayer, Eu vou!
Venham férias...Acabar as disciplinas, Eu vou!
Venham mudanças...Voar, Eu vou!!!

terça-feira, 18 de maio de 2010

Confusão na minha cabeça...


Falta de atitude, demasiada dormência.
Falta de coragem, demasiada descrença.
Falta de vontade, demasiada tristeza!!!
Onde arranjar forças quando o nosso corpo não reage?

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Ser finalista custa, caramba...

Faltam duas semanas para acabarem as aulas...DUAS SEMANAS!!!AHHHHHHHHHH!!!
O estágio já está feito..."Sexo, sim, Obrigado" foi um Sucesso!!!
Agora, falta terminar o relatório...e isso não vai ser um sucesso, não!!!
O raio do Livro de Job, que ninguém percebe nada daquilo que é para fazer!
A presentação de Artes Circenses...Nem vale a pena comentar.
E o raio da maquete para Cenografia...Pelo menos, o dossier já está feito!!!
E amanhã? Pois, frequência de Espanhol!Não fui a nenhuma aula da matéria para este teste. Ou seja, estou tramada!!!
Ah, e falta o trabalho para 5a feira...Sim, Produção Artística e Cultural também não é flor que se cheire!!!
Quem me dera ser caloira para deixar cadeiras para trás...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Não é sono, é dormência...

"O sono que desce sobre mim,
O sono mental que desce fisicamente sobre mim,
O sono universal que desce individualmente sobre mim —
Esse sono
Parecerá aos outros o sono de dormir,
O sono da vontade de dormir,
O sono de ser sono.

Mas é mais, mais de dentro, mais de cima:

É o sono da soma de todas as desilusões,
É o sono da síntese de todas as desesperanças,
É o sono de haver mundo comigo lá dentro
Sem que eu houvesse contribuído em nada para isso.

O sono que desce sobre mim

É contudo como todos os sonos.
O cansaço tem ao menos brandura,
O abatimento tem ao menos sossego,
A rendição é ao menos o fim do esforço,
O fim é ao menos o já não haver que esperar.

Há um som de abrir uma janela,

Viro indiferente a cabeça para a esquerda
Por sobre o ombro que a sente,
Olho pela janela entreaberta:
A rapariga do segundo andar de defronte
Debruça-se com os olhos azuis à procura de alguém.
De quem?,
Pergunta a minha indiferença.
E tudo isso é sono.

Meu Deus, tanto sono!..."

Fernando Pessoa


"E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.
Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.

Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela."

Fernando Pessoa


Como Fernando Pessoa exprime por palavras tão certas o que eu tento, inutilmente, dizer...
Não quero mais estar anestesiada neste quotidiano mundo, nesta rotineira existência onde me encontro inserida e onde repouso.
Nada do que faça é capaz de me proporcionar o prazer outrora sentido e tantas, e nostálgicas vezes, tornado a sentir!
Sinto-me inebriada no interior de uma bolha, onde sou eu e um milhão de outros seres, reais e imaginários, que ocupam, todos eles, muito mais espaço do que eu própria alguma vez consegui ocupar.
Mas esta era a MINHA bolha. Só eu habitava nela, com toda a claridade e transparência necessárias para, mais do que subsistir, existir!
Permiti a entrada de alguns, outros se seguiram sem a minha permissão mas também sem a minha negação e, ainda outros, rebentaram a minha bolha para nela conseguirem penetrar...
Permiti a saída de quem não queria ver sair, outros se seguiram sem que eu pudesse uma palavra pronunciar e, ainda outros, forçaram a sua própria saída, ainda que por mim negada, formando enormes buracos...
Tanto tempo perdido a cozer rasgões desnecessários e a sarar as mazelas da minha própria bolha, quando tudo teria merecido apenas algum discernimento.
Porque me encolhi tanto?Porque deixei que todos esses seres, estranhos, diferentes, ávidos da minha existência, se apoderassem do que me pertencia?
Agora, aguardo, prostrada perante a minha dormência, que algo desperte a minha tão adormecida vontade.
Sei que de nada me vale "gritar, chorar e orar"; que eu, e apenas eu, sendo culpada por toda esta intrusão, terei que limpar da minha bolha toda a putrefacção que nela se encontra: todos os cheiros nauseabundos, todas as marcas de sangue, todo o vómito, toda a podridão de pedaços de corpos, todo o caos, também este deteriorado e desfragmentado...!!!
Mas, não me consigo mover no meu espaço, a minha vista, ainda que também ela cansada, não alcança a saída no meio de tanto nojo...
Desespero...Mas, mais uma vez, ninguém ouve o meu silencioso grito, também ele abafado por todos os silêncios devastadores que o rodeiam...
Alguém capaz de me ouvir encontra-se na sua bolha, incapaz de me alcançar, incapaz de me ouvir, incapaz de me ver, rodeado também ele por todos esses seres que se apoderam da sua própria vida; não anseio mais que essa tão longínqua bolha faça parte da minha, pois sinto que duas bolhas inquebráveis, não se podem unir!
Agora, sou eu a ansiar conseguir tratar da minha bolha...
Eu...e todos esses seres que nela vivem...!!!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Não escrevo merda nenhuma de jeito, nem tão pouco me apetece escrever...


Estou em plena fase Zero...
Zero de criatividade, Zero de energia, Zero, simplesmente ZERO!
Sinto uma espécie de dormência que se instalou no meu cérebro e que se traduz em quantidades imensas de lágrimas que, insistente e determinadamente, se mantêm no meu saco lacrimal...

segunda-feira, 10 de maio de 2010

BENFIIICA!!!



Sport Lisboa e Benfica Campeão, Mostra a tua Raça, o teu Querer e Ambição,Nós só queremos o Benfica Campeão!!!!!!!!!!!!!!!

E assim foi...Basta pedir!!!

Tenho um amigo que me ama, que me ama, que me ama, Tenho um amigo que me ama, seu nome é JESUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

domingo, 9 de maio de 2010

Porquê?

Como é fácil saber o que queremos e difícil o conseguirmos ter...

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Tou farta desta merda...FARTA DESTA MERDA FARTA FARTA FARTA!!!


Só pa ti!!!:)*

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Tanta coisa para dizer e tão pouco tempo...


Querendo falar de ti, falarei de mim...
EveryMan estreia hoje...Vai ser fenomenal!!!
Professorinha Ritinha, para sempre no meu coração!!!
A todos os que vão ver, acreditem: será para recordar!!!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

E acabou a Queima!


Começou com o belo do Jantar do Curso, o qual nem é preciso comentar porque todos sabemos como acaba...
Seguiu-se a Serenata, que no meu primeiro ano foi uma grande seca e no ultimo ano me fez chorar baba e ranho!!!
E, para finalizar, veio ou Iran Costa que me pôs a barriga a doer de tanto rir!
Dia seguinte e mais uma noite:
Sexta e Xutos e Pontapés!!!
Mais uma vez, alta noite!
E Zé Pedro, com tanta droga nesses braçinhos e continuas impecável!!!
Sábado e sim, este dia, é que foi comprido!
Dormir duas horas, acordar ainda a andar aos sss´s, tomar banho, vestir o traje da minha afilhada, abrir a porta à minha família, comer qualquer coisa a correr e sair pá Missa!!!
Quem diz que aquilo é uma das coisas mais secantes, não se enganou!
Mas faz parte e, se não estivéssemos todos de ressaca e sem dormir, até era bem agradável!!!Mas não foi bem isso que se passou!!!
Duas horas depois e, finalmente, vamos comer...
Pois, era isso e encontrarmos um restaurante aberto. Como se já não bastasse me doerem os pés ainda andamos de caraças pa almoçar. Mas valeu a pena quando lá chegámos porque comi até rebentar; tanto que tive que abrir a bela da saia subida!!!
Saímos do restaurante para a Queima...demorou e demorou, mas nem foi muito mau porque éramos os 13ºs...
Lá veio a mamã com a menina, o papá sempre atrás com o telemóvel a tirar fotos (sim, porque não gostava nada de telemóveis complicados, mas agora que tem um, não quer outra coisa)...
Passamos para o Hall of Fame, os tão aclamados fotógrafos, as madrinhas tiram a gravata, poêm a roseta, põe a cartola e a bengala, dão muitos abracinhos e beijinhos e seguimos todos para a Queima!
Cantamos a música de TAP, a rebentar com as nossas belas e já abusadas cordas vocais...
Passa um a um pa queimar as fitas, saímos pelo outro lado e agoooora: BAAANHO!!!
Todos fazem anonas a toda a gente, cantamos mais uma vez a sentir as cordas vocais a saírem pelos ouvidos e...capa aos ombros e vamos mas é pa casa tomar banhinho quente e arranjar pa mais uma noite!:)
Sábado à noite e sai do recinto às 3h...Já não aguentava mais!!!
Mas pelo menos descansei um bocadinho já que sexta não tinha aulas!!!
Domingo é dia de Baile!!!E o meu vestido era maravilhoso, modéstia à parte!!!
E aqueles sapatos, depois do dia anterior me terem feito bolhinhas nos dedos mindinhos, que tiveram que levar bastantes pensinhos para poderem ser calçados!!!
Mas sim, andei com eles a noite toda...Também depois de meia garrafa de tequilla não havia de ser muito difícil!!!
Segunda e a noite é Hippie!!!
Com Kussondulola e altamente como era de esperar e chegar a casa muito tarde!!!
Terça e é noite de Dj Diego Miranda e...para dizer a verdade: estava bem lá à frente e não me lembro de uma única música que ele tenha passado!Milhentas desculpas, Diego!!!
E chega a tão desejada Quarta de Cortejo...Tudo prontinho, vestido a rigor com as t-shirts do curso e pomo-nos a caminha para as Piscinas!!!
Que calor, minha nossa!!!Ainda bem que foi chegar e saltar para o Corgo!!!!!!!!!!!!!1
E agora sim, podemos ir buscar um fino e ir curtir!!!
Muitas horas de curtição se seguiram, com muita água (não para beber óbvio, mas sim, para nos atirarem para cima) e muito álcool, (este sim para beber, ainda que também levássemos com algum em cima!)!!!
Chegar à Taça e...BAAANHO!!!!!!!!!!!!
Mais umas voltas e chega ao fim o Último Cortejo!!!
Casa pa tomar banho quente e ir curtir o nosso Quim...
Que pela segunda vez (a primeira foi na Recepção) não estava em condições físicas e psicológicas para ir ver!!!
Bem que fiquei a dormir...MILHENTAS desculpas, Quim...sei que sentiste a minha falta!!!:)

Oh pah, gosto e pronto!!!

Gosto de pessoas que riem baixinho...
Gosto de tequilla...
Gosto de bacalhau com natas...
Gosto de quem diz a verdade independentemente de tudo...
Gosto do meu mano...
Gosto de ti...
Gosto de mim...
Gosto de vocês...
Gosto de SG Ventil...
Gosto de mimos...
Gosto de quem faz mimos sem querer mimos em troca...
Gosto de quem gosta de mim...
Gosto de tomar banho...
Gosto de comer...
Gosto de tomar café e fumar um cigarro...
Gosto de quem não censura...
Gosto de rissóis de camarão...
Gosto de mar...
Gosto de gostar de quem gosto...
Gosto de gostar do que gosto!!!

terça-feira, 27 de abril de 2010

Às vezes, é bem melhor estar calada...

A minha sinceridade pede desculpa por te ter ferido!!!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

E venha a Queima, minha nossa!!!

Fígado, prepara-te!!!
Garganta, aguenta-te!!!
Zona abdominal, mantém-te firme para aguentares com tanto riso!!!
Neurónios, protejam-se bem de tanto fumo e tanto álcool!!!
E resto do corpo, perdoa-me se eu cair e vos fizer hematomas!!!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Um movimento altamente solidário!


Hoje tivemos frequência a Produção Artística e Cultural que, como o próprio nome aparenta, "não é flor que se cheire"!
Ao chegar ao Cifop, encontram-se alguns prostrados alunos de Teatro com apontamentos na mão.
Outros, somente de cigarro!
Passado um simpático e, por estranho que pareça, não sonolento Bons-Dias, segue-se a fatídica pergunta, dirigida ao Pedro:
- Estudaste?
Ao que ele me dá a tão esperada resposta:
- Nada! e tu?
E é aqui que reside a estranha resposta:
Também não!Ainda bem!!!
Passada uma curta análise, constatamos que apenas uma das cinco pessoas tinha estudado...e a nossa felicidade por haver mais do que uma pessoa a ir para uma sala de aula olhar para uma folha em branco e contar as linhas da mesma!!!
Mas...Porque carga de água é que ficamos felizes quando os outros também não estudam???
Será pelo mesmo motivo que paramos a olhar quando há um desastre qualquer???
Mas é que neste triste caso, reprovamos também, não são só os outros!
Será que reprovar em conjunto é melhor que reprovar sozinho?!?!?!?!?
Temos medo de entrar sozinhos numa sala para fazer um exame???
Não tenho resposta plausível para isto, mas que é dos mais verídicos dos factos académicos, lá isso é!!!
Assumo: não queria ir a exame sozinha (vá-se lá saber porquê), mas caros colegas, desejo-lhes a maior das sortes...E, já agora, a mim também!!!

terça-feira, 20 de abril de 2010

Metaforicamente, Amor!


Ouvi dizer que o tempo estava a passar...
Constatei eu própria que o relógio marca a hora e que os segundos realmente se alteram.
Reparei que o dia anoitece e que, logo a seguir, há uma noite que amanhece.
Que vai ser assim todos os dias e que é mais forte do que a nossa mais intensa vontade.
Não é por não olharmos para o relógio ou o desligarmos que o tempo vai deixar de passar...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Escrito ao som de "Roads, de Portishhead"

24 anos...
São os teus 24anos!
Nada nem ninguém pode interferir nessa data...
Eu posso, os DB podem, os teus pais podem...e a até a tua mana pode!
O primeiro olhar, o meu "padrinho", as escadas, que só a nós nos dizem respeito, 6 anos que SÓ a nós dizem respeito...
Nunca nada nem ninguém teve o direito de interferir!!!
NÓS e nada mais!!!
Uma chamada, uma chamada não atendida, muitas mensagens misteriosas, uma mensagem arriscada a demonstrar todo o teu imenso querer...
A Fabi calada, tímida, que não opinava, só ouvia o que tinhas a dizer...
O senhor da razão, que só aparentava ter a maior das verdades!
Era tudo mentira...O Jorge era uma fachada...
Mas eu queria descobrir...
Um convite para almoçar...recusado...
Uma rendição...Um beijo...Um toque...Uma imensidão de dias se seguiram...
Velas e um quase incêndio. Um amor maior se erguia!
"Páginas de um amor maior" e tudo se seguia!
Seis meses depois e o teu dia surge...
Depois de duas horas, o amor predomina...
Quis-te tanto bem na primeira meia hora, tudo o que queria era que fosses feliz...
Agora, sei que não quero nada disso...
Mas...Parabéns, bebé...
Desculpa...Parabéns, Homem Grande!!!
Parabéns pelos teus 18, 19, 20, 21, 22, 23...e pelos teus 24!!!

sábado, 17 de abril de 2010

Bem que queria ter juízo!


Eu, Fabiana Miguel Silva, com 24anos, tinha os quatro dos belos dos dentes do siso todos a rebentarem normalmente. As pessoas diziam que os dentes do siso são uma chatice, que custam muito a nascer e que, na maior parte das vezes, são para tirar porque não servem para rigorosamente nada.
Verdade seja dita: não servem mesmo para rigorosamente nadinha!
Mas, oh pah, já que tinham que nascer e tinham, que não me chateassem muito a cabeça.
Parece que foi praga: o meu dente inferior esquerdo resolveu revoltar-se e organizar um motim na parte traseira da minha boca. E logo na minha boca, que nunca tinha sentido a mais pequena dor de dentes antes.
Digo-vos já: se forem iguais as dores que estou a sentir agora, são bem fodi***!!!
Mas, para mal de todos os meus pecados(bem, todos também não porque também não deve ser a pior dor do mundo, e eu ainda tenho uns pecados bem jeitosos), fui ao dentista.
Cheguei lá convencidissima que ele me ia receitar uns comprimidos e me ia mandar para casa, onde eu ia aproveitar para me mentalizar para o posterior arranque do meu belo dente enquanto as dores iam passando.
Pois, mas não foi nada disso. Deito-me naquela cadeirona que tem aquela luz grande em cima e aquela mesa cheia de instrumentos metalizados e um tanto ou quanto arrepiantes, abro bem a boca e ele diz-me que vai ter que me arrancar o dente do siso de cima.
OH, DOUTOR, É O DE BAIXO QUE ME TÁ A FOD** A CABEÇA, E NÃO O DE CIMA!!!
Mas antes que me pusesse aos berros e à asneirada, ele disse que o de cima também não ia ter espaço para crescer...Mas então para que é que nasceu???Que dente mais burro, pah!
-Oh, doutor, disseram-me que dói bastante tirar o dente do siso!
-Não dói nada e são 5minutos!!!
Cinco minutos a arrancar...Foi verdade!
Mas esteve meia hora para me pôr anestesia em cada cantinho da minha boca...
A verdade é que não doeu...Mas que mete impressão, mete!!!
E se ainda não viram um dente do siso, alerto-vos para o facto de aquilo ser grande como o caraças!!!
Mas a coisa mais fixe de ir ao dentista e, ainda por cima arrancar um siso(que tem para aí mais três ou quatro vezes anestesia que um dente normal) é sair do dentista e ir à farmácia levantar a receita com metade do rosto completamente paralisada e a trincar um pedaço de gaze que "deve tirar daqui a 15/20minutos"!
E o pior é dizerem-me que só posso comer líquidos e frios/mornos...A mim, que adoro comer!!!
Pois bem que cheguei a casa e comi puré e atum!!!Vá, também não é assim tão mau!!!Antes isso que cerelac para almoço e nestum para o jantar!!!
E para o jantar, vou ter: puré e atum!!!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Acredito...!!!


Não te percebo, mas ainda é cedo...
Sinto que queres confiar em mim, mas que não confias...e isso irrita-me!
Porque não me dás um bocado de corda e me vais dando espaço para eu própria me enforcar?
Mas não dás. Nem um bocado nem merda nenhuma.
Sei que não me percebes, mas ainda é cedo...
Detesto o facto de estares longe de mim, de passar a maior parte dos meus dias sem ti, tenho saudades...Mas, como tu próprio disseste:"Já não falta muito"!
Sei que não me conheces, mas que gostas de mim...
Dizes que não sabes porquê, dizes que sabes porquê, mas que não me queres dizer...
Não sei se realmente sabes porque gostas de mim, não sei se eu sou só mais uma na tua agenda, não sei se sou só uma carência afectiva, não sei se realmente gostas de mim...
Quero acreditar que sim, quero mesmo...
Quero tanto que chego mesmo a acreditar!
Tanto que acredito!!!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Oh pah, é Benfica e basta!!!

Diz o Jesus que o objectivo é o Campeonato.
Então, seja!!!
Sportinguistas, Portistas, e Arsenalistas, de nada vos vale sofrer pelo vosso clube.
Este ano, o Campeonato é vermelho e branco,sim, mas tem uma águia lá pelo meio, cambada de invejosos!!!

terça-feira, 13 de abril de 2010

Estou de ressaca!!!

Pois estou!
E agora?
Agora, vou comer, dormir e acordar às 20h45 para ver o Grande Benfica!!!

A porta que queria ser feliz!

Olá a todos!
Como todos podem ver sou uma cadeira. Aquilo que todos tomam como um objecto inanimado, deprimente, sem emoções, pensamentos ou qualquer reacção. Aquilo que todos, rapidamente, conseguem abandonar sem o mínimo de remorso, para o monte a que vocês, comuns mortais, consideram lixo.

Pois aviso já: existe mais sentimento no mundo do que aquilo que vocês conseguem ver, ou sequer imaginar.

E agora, neste momento, eu sou feliz. Independentemente dos vossos olhares de desmérito e descrença, eu sou feliz!

Mas nem sempre assim foi.

Tive alturas difíceis na minha existência, como de certeza já todos aí tiveram. Mas, os nossos problemas, exactamente por serem nossos, são sentidos de forma diferente. Podem vir todos os males do mundo, que o que nos magoa vai magoar sempre, independentemente do mundo à nossa volta estar a desabar.

Sofri uma mudança tremenda na minha vida. Não havia nada na minha vida que me desse prazer.

Mas vou contar do inicio, de forma a que todos percebam.

Já fui uma porta. Apesar de não me sentir bem naquela pele, foi assim que nasci. Mas sempre me senti diferente de todas as portas que me rodeavam.

Era uma porta bonita, eu sei. Todos em meu redor mo diziam. No entanto, isso não diminuía a minha frustração e infelicidade incompreendida. Nem eu mesma compreendia a minha infelicidade. Como poderia pedir que os outros a compreendessem?

Até que o tempo foi passando e fui sempre falando com mais cadeiras, afeiçoando-me a elas de uma forma tão especial que chegava a desejar, ainda que secretamente, ser como elas.

Mas esse facto causava-me quase tanta infelicidade como antes. Mas esta infelicidade eu percebia: era medo de desejar semelhante coisa, medo de aceitar que, em tudo o que me era mais íntimo, eu ansiava com todas as minhas forças ser uma cadeira.

Até que me fui aproximando cada vez mais a uma cadeira muito especial, que me fez ver que não havia nada melhor do que nos sentirmos bem connosco próprios, que se eu não me sentia bem como era teria que fazer tudo, mas mesmo tudo o que estivesse ao meu alcance para a alterar.

A minha vida mudou por completo após essa conversa, que não durou mais do que quinze minutos.

Estava disposta a ser feliz a todo o custo.

Sabia que teria que me despedir da maior parte do meu corpo, mas tinha a perfeita noção que a minha matéria-prima, a minha alma, a minha personalidade, a minha paixão pelas coisas, se manteria intacta e é só isso que importa.

Pedi ajuda. Falei com os meus pais e amigos mais próximos. Não tinha um grupo muito grande de amigos, mas, após esta importante decisão, sobraram três. Os meus pais, a inicio não entenderam: sabiam que eu tinha tido uma infância diferente e atribulada, mas não percebiam porquê a imensa vontade de ser uma cadeira.

Expliquei que estava farta de ser empurrada, de que me deixassem entreaberta, ser esquecida e ignorada a partir do momento em que passam por mim, que tantas e tantas vezes me abrissem com os pés ou me batessem com força. Sabia que ser porta também tinha coisas boas, mas não superavam as coisas más de ser uma cadeira: de ser usada para conforto das pessoas, onde elas se sentam para fazerem coisas realmente importantes nas suas vidas (comer, conversar, descansar…) e poder partilhar directamente esses pormenores importantes das suas vidas.

Eles acabaram por concordar e me ajudar na minha tão premeditada mudança.

Não foi fácil, confesso.

As dores sentidas aquando da primeira mudança foram terríveis. Partiram cada bocadinho das minhas laterais, enquanto eu me contorcia de dores. No entanto, ainda era uma porta. Agora, um tanto ou quanto desfigurada; mas sempre com a perfeita consciência de que aquilo era uma passagem pela qual era importantíssimo passar para que a transformação fizesse realmente sentido.

Passado um mês perdi a minha maçaneta prateada e a minha fechadura. Foi o dia mais importante da minha vida!

Depois disso, todos os dias era-me retirada uma lasca enorme de madeira e moldada noutro sítio. As dores eram horripilantes, mas se vos disser que, a cada guinada de dor, eu lançava um sorriso, será que acreditam? Podem acreditar, porque é a mais fiel das verdades.

Após um ano, o meu encosto já era visível. Perdi a imponência da grandeza, da rudeza, da agressividade de uma porta para obter a fragilidade, a comodidade de uma pequena cadeira.

Ainda não me conseguia ter de pé, mas cada dia eu era mais e mais feliz.

Finalmente, a ultima mudança: as minhas quatro pernas.

EU ERA FINALMENTE UMA CADEIRA!!!

Nasci naquele momento e se, naquele momento tivesse morrido, morreria realizada.

Agora, só queria que se sentassem em mim, sentir o recostar de costas de alguém no meu encosto, sentir o calor de um braço humano nos meus braços.

E assim, aconteceu. Um mês depois fui levada para a minha casa antiga. Algumas das portas que conhecia já não estavam lá. Até mesmo algumas das cadeiras se tinham ido embora. Mas os meus pais e as minhas três grandes amigas permaneciam lá. Bem como aquela cadeira, a tal tão especial, essencial para a minha mudança. Naquele momento, não precisava de mais nada. Era eu, finalmente, e aqueles que eu amava.

O primeiro dia do resto da minha vida.

Conto isto só para que se apercebam da futilidade com que levam as vossas vidas. Não digo que seja mais ou menos corajosa que todos vocês, nem mais ou menos determinada. Mas digo, de boca cheia, que fiz o possível e o impossível para alcançar a minha felicidade e que, neste momento, apesar de todos os males que possam advir da minha decisão, eu estou de peito aberto para os receber. Pois tenho comigo e em mim aquilo que sempre quis.

sábado, 10 de abril de 2010

Vou e vou mesmo!!!

Há decisões completamente inesperadas nas nossas vidas...
E sair da noite, apanhar o primeiro autocarro, meter-me num comboio; fazer três horas de viagem para estar contigo às 10h da manhã(um tanto ou quanto desnorteada, é certo)...Parece tudo um bocado precipitado, não?
Mas foi mesmo isso que aconteceu!
Não sei o que estás a pensar neste momento. Sei que eu já dei por mim a pensar muitas vezes em como é que fiz tal coisa!?! Não que me arrependa minimamente do que fiz, mas que foi impulsivo foi!!!
Bem,, cá estou...Só faltas tu aqui...Despacha-te, ok?!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Eu quero, eu posso, eu faço!!!

Pois, lá vou ter que fazer, não é?!
Por acaso,mas só mesmo por acaso, ninguém o quer fazer por mim, não???
Ok, pronto, peço desculpa, foi só uma pergunta e "perguntar não ofende"!!!